Flávio Calazans e as CATILINÁRIAS de Marcus Tulius CÍCERO - "oh tempora, Oh mores !"

"Quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?" Marcus Tulius CÍCERO 63 A,C,
"Quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?" Marcus Tulius CÍCERO 63 A,C, Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós? A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia? Nem a guarda do Palatino, nem a ronda noturna da cidade, nem o temor do povo, nem a afluência de todos os homens de bem, nem este local tão bem protegido para a reunião do Senado, nem a expressão do voto destas pessoas, nada disto conseguiu perturbar-te? Não te dás conta que os teus planos foram descobertos? Não vês que a tua conspiração a têm já dominada todos estes que a conhecem? Quem, dentre nós, pensas tu que ignora o que fizeste na noite passada e na precedente, onde estiveste, com quem te encontraste, que decisão tomaste? Oh tempos, oh costumes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog