BILAL é historia em quadrinhos pra gente grande

Bilal é um autor de quadrinhos do leste europeu, um dos atristas que publicavam na revista METAL HURLANT (com Moebius ,Druillet ,Caza) etc.
Esta tetralogia de 272 páginas é uma critica politico-filosofica sobre sobreviventes da guerra em Sarajevo que crescem na europa do futuro entre conspirações , toda narrativa gira sobre a memória, a identidade, e qualquer resumo vai tirar o prazer da leitura e estragar , por exemplo, o MONSTRO do título.
Autores como ENKI BILAL devem ser apreciados no conjunto da obra, degustados como um bom vinho, por vezes estas obras até mesmo podem parecer indigestas a um leitor apressado e com certeza sempre são um "gosto adquirido" com o qual é preciso habituar-se, eu recomendaria ler historias curtas como da coletânia "Memorias de Além -espaço" antes de enfrentar um "Animalz" , ou mesmo antes de tudo assistir seus filmes (sim, Bilal é cineasta e quadrinhista, algo natural na Europa pois ambas são narrativas visuais a serviço de uma mensagem autoral) como "TIKO MOON" ou "IMORTAL AD VITEM" com os Deuses egipcios retornando a uma Nova york cheia de pessoas artificiais, biônicas, transgênicas e extraterrestres ilegais! Uma metáfora da Europa de hoje com sua tecnologia médica e seus refugiados muçulmanos, asiáticos etc,
Bilal é um narrador original e maduro, suas historias desenhadas/filmadas exigem concentração e pedem releituras pelas camadas sutis de sentido, apesar de rico pode não ser indicado ao leitor de gibis acostumado a facilidade maniqueista simplificada e infantil do Homem Aranha, Batman e da Mônica, pois trata-se de verdadeira literatura desenhada e não mero passatempo descartável.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans