Postagens

Mostrando postagens de 2017

SEGUNDA EDIÇÃO do álbum com a mesma HQ em versão adulta e versão infantil HORA DA HORTA

Imagem
"A HORA DA HORTA" a SEGUNDA EDIÇÂO de seu polêmico álbum sobre a história oral da colonização do Brasil baseada no movimento outros-quinhentos e na própria história oral e árvore genealógica do autor cujos ancestrais foram cartorários e escreventes em Itanhaém (segunda vila ou povoado do Brasil fundada em 1932), mostrando pelo crescimento da barba do personagem como o bacharel de Coimbra vai ambientando-se ao Brasil colonial e tornando-se um cartógrafo e bandeirante enquanto sua esposa aprende com uma índia escrava tupinambá sobre as semelhanças entre o misticismo nativo e a cabala e contos de fadas judaico-cristãos que aprendeu com seu avô rabino, até que chegam os padres jesuítas para fundar o colégio em São Paulo. Álbum de 48 páginas, formato, 23x15,5cm, 2ª edição. A HQ foi remasterizada e vem com novos tons de cinza aplicados por Lafaiete Nascimento. De forma inédita Calazans mostra pela primeira vez os bastidores da criação deste álbum. Ainda: participação de Ivany Sev…

Álbum brasileiro chega a QUINTA EDIÇÂO - confira o que tem nele que não sai da moda !

Imagem
"A Guerra dos Golfinhos" é a "Segunda Guerra Calazanista", ao contrário de "Guerra das Idéias" que retrata o passado das idéias de liberdade e democracia, aqui Calazans sonha com um futuro melhor, e, do mesmo modo, este álbum resiste ao tempo nesta QUINTA EDIÇÂO e continua transmitindo sua mensagem de liberdade para buscar sua própria felicidade dentro do espírito do nosso tempo (Zeit Geist): no ano 85 de outro calendário futuro o mundo divide-se em dois blocos ou FEDERAÇÕES, governos político-econômicos opressores e ditatoriais enquanto sob o mar cresce uma alternativa, uma CONFEDERAÇÂO de municípios autogestionados (similar a SUIÇA ou Confederação Helvética com seus cantões), um paraíso submarino auto-suficiente cujas leis são propostas e votadas em plebiscito por cada cidadão, um modelo de cooperativas e mutirões no qual um oceanógrafo faz experimentos místicos que o levam a visitar um planeta sob um sol binário governado por colônias de insetos que…

Quadrinho Brasileiro chega a SEXTA EDIÇÂO - confira o que tem neste álbum que dura tanto sem envelhecer

Imagem
"Guerra das Ideias" é a "Primeira Guerra Calazanista", o álbum de quadrinhos independentes mais reeditado do Brasil, nesta SEXTA EDIÇÂO comprovadamente resiste ao tempo e continua atual sendo reeditada cada vez que esgota desde 1986,

onde em 27 episódios de duas páginas as ideias de liberdade e de opressão lutam pelos corações e mentes de cada uma das pessoas por toda a história da humanidade, da pré-história à Roma antiga, dos Incas aos Quilombos de escravos no Brasil, da Revolução francesa à filosofia existencialista, das bandas PUNK até a mecatrônica da inteligência artificial.

Uma revisão do passado da humanidade. Álbum de 80 páginas, formato 15,5x23cm, 6ª edição. A HQ foi remasterizada e vem com novos tons de cinza aplicados por Lafaiete Nascimento. De forma inédita Calazans mostra pela primeira vez os bastidores da criação deste álbum. Ainda: textos de Ivany Sevarolli, Edgard Guimarães, Fernando Vieira e Luiz Antonio Cagnin (in memorian)

Capa colorida …

Etica e Lógica

Imagem
É uma pena que as pessoas deixaram de pensar. Só informação não basta. A informação precisa ser acompanhada de raciocínio e de valores éticos para ser incorporada ou não em nosso "ser". A informação só é importante quando compreendida e vivenciada intimamente. -- "Não existe verdadeira inteligência sem bondade." - Ludwig Van Beethoven - a bengala - "Nada perturba tanto a vida humana como a ignorância do bem e do mal". (Cícero) do Tio Bisavô Elesbão

FÚRIA

"Cuidado com a fúria de um homem paciente." John Dryden 1631 — 1700 poeta, crítico literário e dramaturgo inglês que dominou a vida literária na Inglaterra durante a Restauração

silêncio de ouro

"As palavras devem ser ditas quando puderem fazer bem. Quando apenas inflamarem a sensação de desolação ou raiva de uma pessoa, é preferível segurar a língua. Como nos recorda Moshe ibn Ezra, o poeta hebraico medieval: "Se a palavra vale prata, o silêncio vale ouro". (Rabino Joseph Telushkin in O livro dos valores judaicos)

São Francisco de Assis

Imagem
Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa Paz.

Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,

Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.

Onde houver Discórdia, que eu leve a União.

Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.

Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.

Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.

Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.

Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Ó Mestre,

fazei que eu procure mais:

consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido;

amar, que ser amado.

Pois é dando, que se recebe.

Perdoando, que se é perdoado e

é morrendo, que se vive para a vida eterna!

Amém

CHICA DESNUDA by Flavio Calazans

Imagem
Confesso que não tenho muito controle sobre meus personagens mais fortes , eles ganham certa independência, CHICA se fez desenhar como um tipo de parodia ao Goya MAJA DESNUDA, com o titulo "sinto como se você me despisse com teu olhar". 0

DUAS GUERRAS E UMA HORTA de Flávio Calazans

Imagem
DUAS GUERRAS CALAZANISTAS E UMA HORTA.

"Guerra das Ideias" é a "Primeira Guerra Calazanista", o álbum de quadrinhos independentes mais reeditado do Brasil, nesta SEXTA EDIÇÂO comprovadamente resiste ao tempo e continua atual sendo reeditada cada vez que esgota desde 1986, onde em 27 episódios de duas páginas as ideias de liberdade e de opressão lutam pelos corações e mentes de cada uma das pessoas por toda a história da humanidade, da pré-história à Roma antiga, dos Incas aos Quilombos de escravos no Brasil, da Revolução francesa à filosofia existencialista, das bandas PUNK até a mecatrônica da inteligência artificial. Uma revisão do passado da humanidade.

Já "A Guerra dos Golfinhos" é a "Segunda Guerra Calazanista", ao contrário aqui Calazans sonha com um futuro melhor, e, do mesmo modo, este álbum resiste ao tempo nesta QUINTA EDIÇÂO e continua transmitindo sua mensagem de liberdade para buscar sua própria felicidade dentro do esp…

Desprezados

"Nunca odeie quem merece teu desprezo.!".. Liana brandão ...

Arte

"A vanguarda é que nem o terrorismo, ninguém pode botar o galho dentro. Na Bienal de São Paulo, qualquer bobagem tem que ser aceita, porque quem fala mal é visto como sendo de retaguarda”.Ferreira Gullar

Quem xinga perde a razão !

Às vezes, estamos cobertos de razão, mas ao perder as estrebeiras perdemos nossa razão, sim, principalmente se partirmos pras ofensas. Temos que ser educados, conversar brandamente, "A palavra branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira." Salomão

Injustiça

Imagem
"A injustiça que se faz a um de nós, é uma ameaça que se faz a todos" Barão de Montesquieu

LIBERDADE

Imagem
"A liberdade é o direito de fazer o que a lei permite." MONTESQUIEU

Lovecraft e seu CHTHULHU na coleção Flavio Calazans

Imagem
CHTULHU brilha no escuro e a tabela comparativa entre mitos sumerianos, chthulhu e crowley

Wu Chu ou Kung Fu - Meia Lua ou Rabo de Peixe

Imagem

Parada do Orgulho Necrófilo

A opção sexal de não reproduzir praticando sexo Necrofilo é reprimida e até mesmo há policiais os quais consideram os praticantes como se fossem criminosos e enquadram em crime de vilipendio de carne dada aos vermes (sigla Cá Da Ver) . É é porisso que devemos lutar por legalizar a opção sexual Necrofilia que não faz mal a ninguém e sequer superpovoa o planeta. É com os necrofilos que seu ente querido vai ser amado uma última vez ! Organizaremos um evento público educativo para conscientizar a massa ignara. Uma "PARADA DO ORGULHO NECROFILO". Grandes artistas são necrofilos como Álvares de Azevedo o poeta confessa no livro "Noite na Taverna". Co.o outros saíram do armário os necrofilos devem sair do caixão e ajudar os zoofilia a sair da jaula no pét shop ou zoológico!

HUMANORESTRITIVO é o OPOSTO de PAN -SEXUAL

"Humanorestritivo" é o oposto de pansexual. O termo refere se aos coxinha-burguês-reaça que tem a mente limitada a somente ter experiências sexuais restritas a intercurso com outros humanos. Estes caretas de mente fechada a novas experiências recusam-se a fazer sexo até mesmo com outros humanos mortos e tem fobia de sexo com vegetais e animais como peixes, répteis, batraquios e aves. Cometem crimes de necrofobia, zoofilia e pansexualismofobia.

"Não tenho tempo para mais nada. Ser feliz me consome muito" Clarice Lispector

Imagem
"Não tenho tempo para mais nada. Ser feliz me consome muito" Clarice Lispector. A BENGALA ART NOVEAU DO TIO ELESBÃO

Calazans by BIRA caricatura

Imagem
Particularmente considero que Bira capturou meu olhar incisivo e irônico com maestria nesta caricatura OBRA PRIMA ! Agradeço esta honra!

ÁLVARO DE MOYA (1930-2017) apresenta Flávio Calazans na "GUERRA DOS GOLFINHOS"

Imagem
Mais do que a proximidade do mar (pois vive em Santos), foi o amor pelos quadrinhos, que levou Flavio Calazans realizar a novela gráfica “A Guerra dos Golfinhos”.

Mais roteirista do que desenhista, Calazans, tal como Druillet coloca as figuras humanassem segundo plano.

Nos primeiros trabalhos do francês, julgava-se que lhe faltava o domínio do desenho da arquitetura da figura.

Com o desenvolver do seu trabalho, porém, notou-se outra leitura: o homem esmagado no meio ambiente.

E Calazans, emérito fanzineiro, editor constante de seu trabalho e dos outros, participante ativista do movimento da sobrevivência dos quadrinhos nossos, é um homem multimeios, pesquisador, culto e dedica-se ao magistério.

Tal com em Druillet, a sua concepção sobrepõe- se ao desenho do homem.

Tanto se fala na dificuldade de se criar super-heróis nas histórias em quadrinhos nacionais, eis que os próprios artistas brasileiros, que teimam, como um herói, em fazer comics made in Brazil são os nossos verdadeiros s…

Seneca

"Maior sou e para maiores coisas nasci do que para ser escravo da minha carne." Lucius Annaeus Seneca 4 A.E.C. — 65 E.C. um dos mais célebres advogados, escritores e intelectuais do Império Romano; sua obra literária e filosófica, tida como modelo do pensador estoico durante o Renascimento, inspirou o desenvolvimento da tragédia na dramaturgia europeia renascentista.

HOWARD THE DUCK na coleção FLAVIO CALAZANS

Imagem
Eu lia as paródias de "Howard the duck" e comprei todos os números que encontrava nos anos 80. Agora saiu o álbum capa dura e muita gente vem se dizendo conaisseur e gourmet ou sommelíer entendido de gibi ; etc mas quantos guardaram até a crítica de Rubens Ewald filho do filme na estreia em 6 de janeiro de 1987 ou tem o dvd?

A IRA E FÚRIA de Flavio Calazans

Imagem
IRA e FÙRIA contra injustiça, covardia e falsos amigos traidores: "Pedem que perdoemos nossos inimigos mas nada é dito sobre perdoar nossos amigos!" de Cosimo di Médici , Florença, Itália... Cânticos de baleias relaxam-me sempre mesmo, mais que música clássica! E ate adaptei a Grafismo telemático no minitel-videotexto este poster como desenho animado, o sangue surge e ocupa o quadro e ao final surge o escrito contra a pesca de baleias

Flavio Calazans - texto de Josiel Vieira de Araujo

Imagem
Flavio Calazans é um artista multimídia, expoente[1] do quadrinho autoral nacional escritor e pesquisador multimeios, tendo escrito o livro "Propaganda Subliminar Multimídia[2]" e se destacado na análise do ataque epilético em massa ocorrido por ocasião do episódio Dennō Senshi Porygon do anime Pokemon que foi ao ar no Japão no dia 16 de dezembro de 1997.

Biografia



Flávio Mário de Alcântara Calazans nasceu em Santos em 1962, é Doutor pela ECA USP, e Livre-Docente pela UNESP, Bacharel em Direito e Bacharel em Comunicação Social pela UNISANTOS.

1979 Fundou e organizou a "Cooperativa Barata" em Santos publicando a revista "BARATA[3]" por vinte anos.

Publicou HQs de sua autoria em revistas como " HEAVY METAL" e na Editora Abril (Aventura e Ficção número 19), ‘PORRADA SPECIAL”, “MATURI” e outras. Autor de Graphic Novels como "GUERRA DAS IDEIAS[4]", “GUERRA DOS GOLFINHOS[5]", "A HORA DA HORTA[6]" , “ABSURDO” (em colaboraç…

Calazans no Segundo ciclo de debates da "Casa da Cor"

Imagem
Segundo ciclo de debates da "Casa da Cor" sponsoring by BASF. 22 e 23 de agosto de 1989 Centro do Professorado Paulista. Flusser e Louis Bec. Kawagushi, Gerster. Esta são anotações minhas a cores da palestra de Louis BEC.

SUPERGIRL da WARNER a Feminazi da agenda de esquerda

Imagem
Supergirl. Action figure da série da Warner que cumpre fielmente a agenda esquerdista do #foraTrump, irmã lésbica. "Família" disfuncional sem figura paterna com agregados marcianos e nerds, cota de afrodescente irlandês Jimmy Olsen e emponderamento feminazi castrador. Super homem fraco para engrandecer a priminha , vilões que causam aquecimento global _ pois o capitalismo explora e destrói o Lumpen proletário e a natureza_ PresidentA dos USA e muitas inimigas poderosas sempre todas mulheres, e Montes de mulheres que aconselham e motivam a moça invulnerável e superforte que voa e solta raios laser pelos olhos mas é insegura e choramingona, só falta o discurso abortista. A figura chega até a ser mais alta que outras fabrigadas junto. Dureza de aturar haja paciência cazzo