Postagens

Mostrando postagens de Março, 2019

Jeremias : capitulo 11 versículo 11 (Bíblia)

Imagem
Portanto assim diz o Senhor: Eis que estou trazendo sobre eles uma calamidade de que não pederão escapar; clamarão a mim, mas eu não os ouvirei. -- Versão Almeida Revista e Atualizada Portanto, assim diz o SENHOR: Eis que trarei mal sobre eles, de que não poderão escapar, e clamarão a mim; e eu não os ouvirei. -- Versão Almeida Revista e Corrigida

"LITERATURA DE ALTA VELOCIDADE" © III Encontro Luso-Afro-Brasileiro de Língua Portuguesa FLAVIO CALAZANS

Imagem
Criei a expressão "LITERATURA DE ALTA VELOCIDADE"© em um projeto para introduzir jovens ao prazer da leitura, uma série de artigos versando sobre o tema foi publicada no jornal 'O BOÊMIO" de Matão de agosto a novembro de 1997. Assim registrei minha autoria da expressão "LITERATURA DE ALTA VELOCIDADE © by FLAVIO CALAZANS".

A série de artigos teve uma inesperada repercussão até sendo partida em capítulos menores pelo jornal para render mais, e isto estimulou-me a retomar este assunto com mais profundidade e fôlego.

Posteriormente ampliei o estudo e apliquei Metodologia Cientifica (Tenho Doutorado e Mestrado na ECA USP e Livre Docência pela Unesp) e o enviei a um EVENTO CIENTÍFICO INTERNACIONAL no ano DOIS MIL , no qual o "paper" foi aceito e apresentado sob o pomposo título de “Midiologia Subliminar: A Literatura de Alta Velocidade Brasileira no Ano 2000 (TÁQUIONLITERATURA)”, aprovado, selecionado e apresentado no "Grupo de Trabalho 4 – …

Flavio Calazans Biografia reduzida

Imagem
Flávio Mário de Alcântara Calazans nasceu em Santos em 1962, é Doutor e Mestre pela ECA USP, Livre-Docente pela UNESP, bacharel em Direito e Comunicação pela UNISANTOS e Tradutor Intérprete juramentado.

Publicou quadrinhos em jornais, revistas e álbuns como "Brazilian Heavy Metal", "Guerra das Ideias" em 6 ª edição, "Guerra dos Golfinhos" em 5 ª edição, "A Hora da Horta" em 2 ª edição e outros. Escreveu livros como "CARTILHA DE DIREITO AUTORAL DA AQC", 2 ª edição; "HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NA ESCOLA",, 3 ª edição, editora Paulus , "PROPAGANDA SUBLIMINAR MULTIMÍDIA" 7 ª edição Summus Editorial.

Membro de diversas associações, como: UBE ( União Brasileira de Escritores Sócio nº 2483), SBAT ( Sociedade Brasileira de Autores Teatrais), AQC ( Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas de SP) , International Writers and Artists Association ( aprovated member since 1997) e outras.



http://www.calazanista.blogspot.com/…

Escola sem Partido e doutrinação em Gramsci

Imagem
Explicando - O cavalo de troia se diz ser. Pensamento crítico, mas é um cavalo de troia que trás a armadilha marxista para manipular os alunos. O professor de humanas é mais outro mero Gramscista aparelhado.

"ISTO TAMBÉM PASSARÁ" conto Sufi atribuído a Mulá Nasrudin (no Brasil este personagem foi traduzido como Pedro Malasarte)

Certo dia, um poderoso Rei, governante de muitos domínios, sentiu-se confuso. Então chamou seus sábios e disse:

"Embora não saiba o motivo, algo me impele a procurar alguma coisa que possa equilibrar meu estado de espírito. Algo que me faça alegre quando eu me sentir infeliz e que ao mesmo tempo, me faça triste quando eu me sentir feliz".

Os sábios, sem entender o que significava aquele pedido, foram pedir conselho a um santo Sufi.

O Sufi, depois de escutar o que os sábios lhe disseram, tirou um anel do dedo e entregou a eles.

"Dêem este anel ao Rei. Existe uma mensagem oculta sob a pedra. Mas digam-lhe que há uma condição que deve ser cumprida. A mensagem não deve ser lida apenas por curiosidade, porque então ela perderá o significado. A mensagem está debaixo da pedra, mas é necessário um momento certo na consciência do Rei para encontrá-la. Não é uma mensagem morta que ele simplesmente vai abrir e ler." Disse o Sufi.

"A condição que tem de ser preenchid…

"Se não há solução para o problema, então não perca tempo preocupando-se com isso. Se houver uma solução para o problema, então não perca tempo preocupando-se com isso". Dalai Lama

Imagem
"Se não há solução para o problema, então não perca tempo preocupando-se com isso. Se houver uma solução para o problema, então não perca tempo preocupando-se com isso". Dalai Lama
para sermos lidos precisamos oferecer também um produto interessante, diferenciado, inovador. “Asterix” parece ser apenas um gibi para crianças, mas o álbum ‘Cizânia” tem o personagem “Tulius Detritos” inspirado em Maquiavel e dá uma aula de oratória e retórica de manipulação política, “Obelix e Cia” ensina Economia e monopólios, “Domínio dos Deuses” denuncia a especulação imobiliária e por ai vai, ou seja, tem vários níveis de leitura, além de divertir, informa, apresenta conteúdo, e é guardado, não é de consumo descartável como os gibis dos USA e Japão, você retorna e lê novamente tempos depois. Um filósofo grego, Aristóteles, dizia no livro “Arte Poética e Retórica” que uma boa história precisa ter ETHOS, PATHOS e LOGOS, quer dizer, a) Pathos significa paixão, emoção, é a pancadaria ou a aventura, a sensualidade, as paixões e emoções. b) Ethos é a ética, a moral da história, a mensagem, a catarse de ver o malvado ser castigado e o bem vencer o mal, ou a ironia contrária, ou no gên…

"O verdadeiro professor defende os seus alunos contra a sua própria influência".Amos Alcott

Imagem
"O verdadeiro professor defende os seus alunos contra a sua própria influência".Amos Alcott

"Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada".Rui Barbosa

Imagem
"Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada".Rui Barbosa

Meditando de 1984 a 2018 Flávio Calazans Sahaj Yôga em Lótus com mudra e mantra iiiiiiiiiii

Imagem
-Voce é uma onda no mar... você nasce pequenino, cresce, chega ao auge, decai e morre na praia...

compara-se com as outras ondas, vaidoso, orgulhoso de sua individualidade, seu tamanha único e incomparável, sua espuma mais branca e borbulhante que a dos outros, até sua rebentação mais retumbante e sonora como um trovão... mas se olhasse para baixo veria que vc e as outras ondas são frações de segundo ilusórias do mesmo oceano, a mesma água ! não importam as bolhinhas da espuma de seus pensamentos e memórias, tudo maya e leela, ilusão maya e brincadeira leela... sorria como Hontai, o buda sorridente nipônico !

Namastê - o Deus que habita este meu corpo saúda o Deus que habite o seu corpo.



Jesus Cristo cruxificado entre dois ladrões- um pergunta do passado dele e seus milagres, é a mente do preterito-imperfeito com seus remorsos, o outro ladrão pergunta do futuro no céu, é a mente do futuro-mais-que-perfeito; ambos ladrões tentam roubar a mente do aqui-agora, do gerundio, de vi…

"Vita brevis, ars longa" (A vida é curta, a arte é longa. Em Latim culto)

Imagem
"Vita brevis, ars longa". é um aforismo em latim que tem sua origem nos escritos do arquiteto e médico grego Hipócrates mas que foi popularizada pelo poeta romano Sêneca - (A vida é curta, a arte é longa. Em Latim culto)

anál nathach orth' bhais' s bethad do chél dénmha - "Bafo da serpente, encanto da morte e da vida, tua profecia é feita".

Imagem
anál nathach orth' bhais' s bethad do chél dénmha -

Assim nos ensinou Mirzzyn o Bardo Druida que vc conhece na pronúncia em latim MERLIN - o Melro ou pássaro preto confundido com um dos dois corvos de Wundar-Odin “Em irlandès arcaico pré romano:

Anál nathrach, orth’ bháis’s bethad, do chél dénmha

Em irlandès moderno:

Anáil nathrach, ortha bháis is beatha, do chéal déanaimh

Em portugês moderno :

"Bafo da serpente, encanto da morte e da vida, tua profecia é feita".

anál nathrach = sopro ou hálito da serpente

Bétis de orth bháis = feitiço da morte e da vida

do chél dénmha = teu presságio de fazer

Serpent's breath, charm of death and life, thy omen of making.

anál nathrach = breath of serpent

orth’ bháis ’s bethad = spell of death and of life

do chél dénmha = thy omen of making

“Ridentem dicerce verum quid vetat ?" (O que impede quem ri de dizer a verdade?).

Imagem
“Ridentem dicerce verum quid vetat ?" (O que impede quem ri de dizer a verdade?). “O tempo, às vezes, tarda em dar razão a quem a tem; mas acaba por dá-la”.(Jesus Urteaga). “Os anos ensinam muitas coisas que os dias desconhecem”.(Autor desconhecido)