Flavio Calazans explica o “Manifesto Comunista” em Quadrinhos e as politicas culturais Lulo-Petistas !

Flavio Calazans explica o “Manifesto Comunista” em Quadrinhos ! As Historias em Quadrinhos são muito empregadas para disseminar ideias pela facilidade didática do desenho ilustrativo que vem acompanhado de textos curtos e diretos escritos em uma linguagem coloquial (dentro das falas ou balões), as HQs são facilmente compreendidas e usadas com fins diversos, tanto como manual de instruções em fábricas sobre o uso de equipamentos de segurança (CIPA) quanto até para ilustrar conceitos mais abstratos de teor filosófico ou quiçá até mesmo de cunho político-ideológico .
Na categoria de doutrinação ou Propaganda Ideológica política o melhor exemplo é o “MANIFESTO COMUNISTA” de Marx e Engels adaptado à linguagem de Histórias em Quadrinhos com prefácio de TROTSKY (um intelectual que foi rival de STALIN no Exercito Vermelho , teve de fugir e acabou assassinado no México a mando de Stalin, o Exercito Vermelho da URSS em MOSCOU tinha por símbolo uma “estrela vermelha” que foi usada por inúmeras ditaduras marxistas e por partidos como o Partido dos trabalhados no Brasil conhecidos como “Petistas” ou “LULO-PETISTAS”, um símbolo associado a GULAG, POGRONS, campos de concentração e extermínio na Sibéria, perseguição política, genocídios, terrorismo, tortura e fuzilamentos sum´sarios sem julgamento como o famigerado “EL PAREDON” em Cuba onde Fidel Castro e o argentino Che Guevara assassinavam dissidentes políticos, lideres religiosos afrodescendentes, homossexuais etc).
Na página 37 fica fácil entender a motivação política Lulo Petista- desde o aparelhamento (Gramsky) das instituições (com o Továrish –Camarada-Cumpanheru- Toffoli por exemplo, nomeado por Lula ao Supremo Tribunal Federal com a desculpa de “notório saber jurídico” quando o mesmo tinha sido REPROVADO em dois concursos de Juiz que prestou)
até o desmanche da Cultura e destruição da História ! --Chegando a denominar como “Bolivarianas” as proto-ditaduras antidemocráticas como Venezuela (de chaves a Maduro) e Bolívia (de Evo Morales) e denominar a organização criminosa de terroristas sequestradores e traficantes de cocaína e crack das FARC como “heróis que lutam pela liberdade”,
é o que Orwell denominava “Novilíngua” no livro “1984” (Orwell desmascara as táticas destes sub-marxistas também no livro “A revolução dos Bichos” –“Animal Farm”).
Como percebe-se, três proletários (LUMPEM PROLETARIADO) ou operários ou “trabalhadores” (militantes ou agitadores profissionais, ativistas pagos com 35 reais e um pão com mortadela)
no desenho estão derrubando- destruindo uma pilha de livros, sobre os livros vemos um homem de meia idade vestido de terno (um clichê esquerdopata para “capitalista-burgues-reacionário-neo liberal’, ou qualquer dissidente ou até mesmo quem quer que pense diferente das palavras-de-ordem dos chefes do partido, pela “Dialética Materialista!” que Orwell no livro “1984” denomina “Duplipensar”) , e este intelectual mais velho que os “companheiros” brada que a cultura – o conhecimento acumulado historicamente, é a base da civilização e deve ser preservada!
Entre os livros observamos “De bello Gallico” um livro militar escrito por Caio Julio CÉSAR que documenta a guerra romana com os gauleses (franceses) e registra o que sabemos da cultura celta, um importantíssimo documento da história escrita da civilização ocidental; e também há “A Divina Comédia” de Dante, escrita em italiano em desafio ao uso do Latim pelos intelectuais do clero, poema em verso duodecassilabo que é considerado um épico patrimônio literário da humanidade retratando o inferno e ilustrando com inúmeros personagens políticos e mitológicos; uma “Enciclopedia” que simboliza um compendio ou dicionário escrito em curtos verbetes o qual serve de introdução à cultura geral; a “Biblia” representando as religiões que Marx odiava e xingava toda espiritualidade de “ópio do povo”; e o livro “Filosofia da Miséria” .
“Filosofia da Miséria” merece uma explicação : Proudhon era um escritor Frances que criou a palavra “Anarquismo” e “Ácrata” como um modelo social libertário que recusa a imposição de um “Kremlin” ou “politiburgo” ou “Soviete Supremo” centralizador, autoritário, ditatorial e federativo – oferecendo a opção de um municipalismo onde o povo unido faz “mutirão” de ajuda mútua (mutualismo) e autogestionado em confederação livre sem uma capital ou unidade central opressora (uma “utopia” que lembra muito a “Confederação Helvetica” com seus cantões –que chamamos de “Suiça”) –
ora, Proudhom era um tipografo autodidata e um escritor respeitado, o oportunista Marx escreveu a Proudhom tentando coagi-lo a escrever em co autoria com ele (que traduziria os livros do Proudhom da língua Francesa para o idioma alemão e assinaria não como tradutor mas como “co-autor”!)...educadamente Proudhom declinou da oferta do parasita Marx, e Marx, invejoso e vingativo, escreve um livro inteiro para escarnecer do livro de Proudhon “Filosofia da Miséria” e com pouca criatividade e nenhum senso de humor o panfleto destilando ódio de Marx era “Miséria da Filosofia”, isto foi um marco que separou éticamente os “Socialistas Libertários” do lado de Proudhom dos “Socialistas Autoritários” de Marx com sua “DITADURA DO PROLETARIADO” que gerou Estados ditatoriais como CUBA, URSS, CHINA MAOISTA, KMER VERMELHO, COREIA DO NORTE, etc...
chegando até ao tal “Bolivarianismo” (que distorce e mente sobre a historia do Libertador, o rico aristocrata Simon Bolivar!) e o LULO PETISMO no Brasil. Na URSS de STALIN pensar diferente era considerado “Doença Mental” e quem fosse considerado “dissidente” ou “contra revolucionário” por discordar – por exemplo- de confiscos de comida que causavam fome no campo e mortes a míngua, estes com opinião contraria a do ditador eram internados em hospícios onde sofriam “Lavagem Cerebral” com injeções de escopolamina e torturas psicológicas ou ate mesmo aleijados permanentemente com cirurgia cerebral – a famigerada “LOBOTOMIA PRÉ FRONTAL”.
O desenho termina com um militante ativista dizendo ao seu amante-companheiro que tinha LIDO TUDO (ele mente ter lido “TODOS” os livros escritos por todos os povos em todos os assuntos! Pelo menos LULA afirma nunca ter lido sequer um livro inteiro em toda sua vida, nisto assume sua baixíssima instrução e é pelo menos mais realista)
e que em todos os livros do mundo somente viu duas linhas falando dos “proletários” e falavam mal deles! –Isto justificaria destruir todo o conhecimento acumulado da humanidade.
Este é o programa político dos esquerdistas em todo o mundo – privar a população do conhecimento, do passado que constrói nossa identidade como nação, como um povo, censurar para ter controle do pensamento e da opinião pública,
pois ate a linguagem eles adulteram para novos significados pervertidos cujo objetivo é expropriar, roubar nossa cultura e sabedoria dos nossos ancestrais, como bem colocou o poeta português Fernando Pessoa : -- “Minha Pátria é a Língua Portuguesa”, a cultura é nossa herança por direito, o legado de todos os nossos ancestrais e nosso patrimônio, sem a História somos presa fácil, indefesos, basta estudar a “Revolução Cultural” de Mao Tsé Tung para compreender isto. E o “Culto a Personalidade” que os marxistas sempre promovem é evidente quando LULA revbatizou o poço de petróleo do pré sal de TUPI para seu próprio nome LULA além de publicar sua própria vida em quadrinhos e fazer até um filme auto-enaltecendo-se !
--- "Se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder." Abraham Lincoln. --
-- "O sonho do oprimido é ser opressor" Paulo Freire
"HISTORIA MAGISTRA VITAE – História mestra da vida". -- "A história é testemunha do passado, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, anunciadora dos tempos antigos"-- frase proferida pelo grande Marcus Tullius Cicero, orador e político da Roma antiga, séc I a.C - como outras grandes máximas de sabedoria condensada em curtas frases - "O homem que não conhece a História é um menino."
-- ----"Um homem priivado de seu passado não é homem" Ortega y Gasset ;
------ "Aqueles que não conseguem lembrar o passado estão condenados a repeti-lo" George Santayana 1853 1952-
--- “A história se repete. Esse é um dos horrores da História.”Charles Robert Darwin.
--
- "O preço da liberdade é a eterna vigilância" Thomas Jefferson.
"Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem" frase de Rui Barbosa ou da escritora cearense Rachel de Queiroz, primeira mulher eleita para a Academia Brasileira de Letras, repetida por Nelson Rodrigues neste caos se referencias da internet !
e por ai vai ....
quosque tandem, Lulo petistas, abutare paciencia nostra ?
abusam mesmo
E por ai vá, fique de olho !

Comentários

  1. """O anti-intelectualismo tem sido uma corrente constante no seu caminho sinuoso através de nossa vida política e cultural, alimentada pela falsa noção de que a democracia significa que a minha ignorância é tão boa quanto o teu conhecimento""""
    Isaac Asimov

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog