Código Morse nos quadrinhos de Flávio calazans

A respeito da constante queixa dos desenhistas a respeito de editoras que não colocam credito dos autores, ou os colocam em letrinhas minusculas no expediente da revista, eu tenho uma dica de tática que pode ser usada, muito simples e facil.

Eu peguei um serviço de "Marketing Politico" de um vereador afim a minhas propostas e valores de defesa ecologica do ambiente, contudo eram muitas hqs (apesar de muitissimo bem pagas em dolar) e comecei a cansar, pois cada projeto de lei dele e cada viagem (paga por ele sem usar verbas) era publicada uma hq, eu lia os relatorios dele, montava roteiro e desewnhava sem interferencia e sem que ele aprovasse as etapas, eu tinha liberdade total e carta-branca pois ele confiava em mim- sempre fui muito ético e partilhavamos esperanças e projetos.

Cada uma tinha minha assinatura bem visivel e sempore fui respeitado nisto.

Contudo eu estava "ficando" com uma menina e comecei a "homenageá-la" colocando-a ou como figurante ou mesmo narradora das HQs , e como uma brincadeira passei a colocar em MORSE -aquele código para telegrafos feito de pontos e traços - dedicatória com o nome dela em folhas das arvores, num poste, numa parede, no meio fio da calçada, onde coubesse, uma dedicatoria por HQ, isto jamais foi descoberto .

Fica a dica, vc pode colocar seu nome ate em cada página ou cada ilustração- calcule a redução para não borrar os pontos do morse, assim vc tem prova de sua auttoria.

Não zombe, é apenas uma idéia! Minha arte final no Preto e Branco (PB) usa muita hachura e pontilhismo porisso esta ideia funcionou bem comigo.

Flávio mário de Alcantara Calazans. (meu blog onde tem estas curiosidade é só colocar no google Calazans zans zans)

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans