"CARTILHA DO DIREITO AUTORAL DA AQC" (2ª edição) foi lançada no MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA por Flavio Calazans

Ontem, sábado dia 3 de fevereiro de 2018, Fizemos o lançamento da "CARTILHA DO DIREITO AUTORAL DA AQC" (2ª edição) de minha autoria, Flavio Calazans.
Nesta foto acima os grandes amigos e ex-alunos Leonardo Tarcisio Gimenez (METODISTA DE SÂO BERNARDO DO CAMPO) que conhece minha batalha pelos quadrinhos desde o início dos anos oitenta na Gibiteca da Sena Madureira, e autor-escritor das geniais tiras do "VAMPIRO VEGETARIANO" - o depoimento sobre o e-book dele é capítulo da Cartilha - o sempre prestativo e presente Josiel Vieira de Araujo (escritor premiado mas modesto e humilde, ganhador até da BIENAL NESTLÊ DE LITERATURA com vários livros publicados) e o talentoso Lafaiete Nascimento (além de fanzines e tiras de humor é até meu co-autor de quadrinhos) ambos meus alunos do INSTITUTO DE ARTES DA UNESP, entre tantos outros!



Neste evento vivenciamos o prazer de reencontrar amigos cuja amizade perdura desde antes da primeira edição da "CARTILHA DO DIREITO AUTORAL DA AQC" faz mais de TRINTA ANOS (30 anos!)...
, e outro prazer revigorante de conhecer dúzias de novos artistas , dignos representantes das novas gerações de quadrinhistas, chargistas e caricaturistas do Brasil, muitos correspondentes meus de vários cantos distantes de todo Brasil que viajaram para prestigiar o evento, como o amigo Jerônimo Fagundes de Souza entre tantos que não consegui dar a atenção merecida e registrar em fotografia o caloroso re-encontro!

Ontem recordei, em um processo de Memória Involuntária tal qual o filósofo Bergson descreve no livro "Matière et Memoire" e que Proust descreve ao degustar o biscoito no conjunto de sua obra "La recherche des temps perdus", pois veio-me varias vezes à mente a frase "Viver sem amigos é morrer sem testemunhas" de George Herbert - pois aqui vi bons amigos alegres de rever-me e testemunhas de minha ética e caráter, de minha trajetória como erros e acertos, exageros e negligências, sucessos e fracassos assistidos por todos nestas 4 ultimas décadas ! É comovente e várias vezes senti meus olhos marejados de lágrimas de emoção e de felicidade! E a cada face familiar recordei de uma década de felicidade em velozes flashes de memória involuntária sob a constante frase: "Viver sem amigos é morrer sem testemunhas" como disse George Herbert.

E como local é um "MEMORIAL da America Latina" eu mesmo acabei por repassar minha memória, traçando o meu próprio, pessoal e subjetivo MEMORIAL da minha trajetória de vida com os quadrinhos! Gibis que coleciono desde os 4 anos de idade, álbuns com os quais minha mãe alfabetizou-me com ASTERIX e TINTIN.

Tantos amigos desenhistas prestigiando o evento, amigos estes os quais acompanham minha trajetória como artista, intelectual e acadêmico (pesquisador que emprega METODOLOGIA CIENTÍFICA dentro da Universidade Pública) desde quando eu era calouro de direito e durante meu Mestrado e Doutorado na USP, a defesa e obtenção do Título de Livre-Docente na UNESP, as mais de 150 participações com artigos de pesquisa (Papers) em muitos Congressos Científicos, amigos que testemunharam meu esforço em convencer aos pesquisadores para instituir a área de HISTÓRIA EM QUADRINHOS como Grupo de Trabalho reunindo pesquisadores de quadrinhos e charges no CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA EM COMUNICAÇÂO INTERCOM, no qual obtive êxito criando, implantando o PRIMEIRO GRUPO de PESQUISADORES DE GIBIS EM UM EVENTO DE PESQUISA CIENTÍFICA, o GTQH (Grupo de Trabalho Humor e Quadrinhos) que também coordenei por seis anos consecutivos -1995-2000. O resultado também foi o livro que coordenei, publicado pela INTERCOM e UNESP-PROEX, - "HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NO BRASIL: TEORIA E PRÀTICA". São Paulo, INTERCOM/Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, GT Humor e Quadrinhos, 1997. (Coleção GTs INTERCOM, v. 7) (Organizador) ISBN 85-900400-1-1; neste link a história do grupo com fotos de anfiteatros LOTADOS nas reuniões anuais (http://www.calazans.ppg.br/c005.htm) e neste link os resumos de todos os trabalhos que selecionei e aprovei que foram apresentados e debatidos (http://www.calazans.ppg.br/miolo02d_03.htm).

Além deste, meu livro "Histórias em Quadrinhos na Escola" - TERCEIRA edição, editora PAULUS São Paulo, ISBN 85-349-2140-7 foi resultado de dois anos de treinamento e acompanhamento de professoras da Rede Estadual de Ensino de São Paulo no qual adaptei o uso de quadrinhos atividades didáticas!
E foi dia 14 de outubro de 2010 que foi lançado em São Paulo o livro "Encontros com Educadores – 50 Entrevistas", pela Editora Grupo Direcional, que reune os 50 depoimentos publicados pela revista Direcional Educador. No livro, de 360 páginas, Flavio Calazans fui considerado pelos editores do livro, pedagogos e professores, como dos 50 educadores considerados mais relevantes do Brasil no começo deste Seculo XX! Não considero que mereça esta consideração apenas por ter desenvolvido uma mera e simples metodologia de emprego de quadrinhos a alfabetização, ensino de história, ciências e literatura, óbvio método o qual consiste em pedir que os alunos tragam seus próprios gibis de casa e recortar os personagens (misturando Monica com Batman, etc) colando em cartolina com restos de Bombril e criando narrativas com uso do FLANELOGRAFO , aventuras nas quais os alunos apenas aplicam o conteúdo das aulas dadas!
Amigos testemunhas de minha obra publicada em centenas de Fanzines , Jornais e Revistas alternativas, desde a época em que eu publicava (por mais de 20 anos) a REVISTA BARATA em cooperativa, lá em Santos, no distante ano de 1979,

... desde minhas primeiras tiras pagas no JORNAL DE MESA de Santos em 1980 ...


na série de tiras "TATUÍ" no jornal "Correio de Bertioga" defendendo a educação para ecologia e engajado no processo do plebiscito cujo resultado foi favorável a nossa luta e fomos vitoriosos na EMANCIPAÇÃO DE BERTIOGA que era um subdistrito de Santos e obteve a autonomia como MUNICÍPIO DE BERTIOGA, gosto de pensar que, com meu TATUÍ, fiz minha parte na criação desta cidade!


E amigos que leram a publicação em capítulos da "GUERRA DOS GOLFINHOS" na revista PORRADA SPECIAL nos anos 90...
Onde meu nome era até chamada de capa junto a ROBERT CRUMB !


Amigos que viram a minha hq "Falta de Força" publicada na EDITORA ABRIL, revista Aventura e Ficção número 19...


Amigos que presenciaram minha HQ "AYUASCA" no álbum "BRAZILIAN HEAVY METAL"


E a hq "NOSSOS DIAS" no álbum "Pátria Armada:Visões de guerra" - é uma coletânea organizada por Klebs de Moura Júnior, do Instituto HQ, que foi financiada pelo Catarse, lançada na CCXP 2016,
entre tantas outras pequenas, mas significativas, vitórias e realizações.
Agradeço por ter o privilégio de poder participar de tõ perto deste mundo de pessoas talentosas e criativas!

E tantas alegrias repassadas pela memória! Nesta foto BIRA DANTAS está a minha direita, Bira que foi eleito PRESIDENTE DA AQC em 1986 e em cuja chapa eu estava como DIRETOR EXECUTIVO e quando propus e realizei a primeira edição desta "CARTILHA DO DIREITO AUTORAL DA AQC" e iniciei a consultoria gratuita aos associados! Sem o apoio, incentivo e PACIENCIA COMIGO do Bira e Worney é que nem sequer existiria esta segunda edição da Cartilha!

E aqui destaque para WORNEY, o meu primeiro editor, que em 1986 reuniu em um volume as 27 histórias em quadrinhos de duas páginas que compõe minha "GUERRA DAS IDEIAS" Worney Almeira de Souza publicou este meu álbum como QUADRIX ESPECIAL em 1986, eu nunca imaginaria que o álbum seria um dos mais republicados do Brasil hoje em SEXTA EDIÇÂO pela ATOMIC de Marcos Freitas!

Obrigado , Worney, pelo seus gestos de incentivo e por ser um dos primeiros a acreditar no meu potencial!




Aqui abaixo drtalhe de dois dos estudos dele para disposição das mesas-
Nesta fotografia o Fernando dos Santos, fiz questão de registrar e exibir a todos que ele fez várias possibilidades de distribuição das mesas. Com o dedicado , incansável e abnegado Marcos Venceslau, o tempo todo correndo de um lado para o outro tão assoberbado que nem sequer conseguí que parasse um segundo para uma foto!

Nesta foto FABIO TATSUBO que ganhou o TROFEU JAYME CORTEZ pelo incentivo e defesa da HQB neste 34 ANGELO AGOSTINI junto a Antonio Carlos Peres, editor da revista "GARATUJA", Marcos Venceslau - o abnegado e altruísta organizador do PREMIO ANGELO AGOSTINI e eu de camisa da "Tropa dos Lanternas Verdes" e com anel da "Legião dos Super Heróis".


E parabéns a toda equipe e a todos os premiados com o voto popular do 34 troféu ANGELO AGOSTINI ! O prêmio mais antigo e tradicional do métier de quadrinhos em todo Brasil ! TRINTA E QUATRO ANOS sendo entregue sem cessar!
E também recordo do Instituto de Artes da Unesp quando projetei e implantei o “Núcleo de Pesquisa e Produção de Histórias em Quadrinhos de Autor”, noticiado no Jornal da Unesp de julho de 1997, número 115, página central, mobilizando alunos do primeiro ano à pós, cujo resultado foi o lançamento nacional da revista de quadrinhos de arte a quatro cores, circulação nacional ( em todas bancas de jornal e livrarias), tiragem de 12 mil exemplares com impacto midiático estimado em 60 mil leitores indiretos, aprovada pelas leis municipal e federal de incentivo a cultura, obtendo patrocínio e anunciantes por interessar comercialmente à comunidade, revista “Fêmea Feroz” ( ISSN 1415-0255).
"Quem tem interesse por quadrinhos não pode deixar de adquirir a CARTILHA DO DIREITO AUTORAL DA AQC (2ª edição) de Flavio Calazans. O lançamento é neste Sábado, dia 3, no Auditório da Biblioteca Latino-Americana do Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda) a partir das 13.30 horas. A entrada é franca. Na foto, o autor com a edição original do livro de 30 anos atrás e a edição atual. (14 x 20,5 cm. 92 pgs., p&b, lombada quadrada, R$ 23,00 mais correio, para adquirir um exemplar escreva para: produtoraculturalwaz@yahoo.com.br)" Chico Marques.

Sou grato a todos amigos e parceiros desta caminhada,
agradeço muito seu apoio e não esqueço que te devo muito por suas palavras nos momentos de desalento e desânimo !
L Klink Junior e Gualberto Costa perdoem por não dar a atenção devida e por nem ter tirado foto com vcs, desculpem minha grosseria ! Klink foi meu mentor e guia na GIBITECA da SENA MADUREIRA nos anos 80 e GUALBERTO COSTA foi meu primeiro professor de Quadrinhos, influenciou-me tanto que empreguei por 25 anos a metodologia dele de ilustrar toda aula minha com slides e diapositivos , sempre com recursos visuais ! Sou imensamente grato a ambos !
da esquerda para direita, Flavio Calazans, Marcos Eduardo Massolini, Kendi Sakamoto, Leonardo Tarcisio Gimenez e seu filho Vinicius --- Auditório do Memorial da América.
3 fev 2018

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sete Pecados, Sete demonios, Sete virtudes, Sete anjos

HQ de Mauricio de Souza, sete pecados e HORÁCIO