STAN LEE faleceu

Stan Lee faleceu ontem e merece toda homenagem da parte de todos nós, apreciadores da NONA ARTE.
Todavia, eu acho que Goscinny escrevia bem demais, dialogos fluentes e coloquiais mas eivados de bem pontuadas ironias e trocadilhos: de Asterix a Umpa Pa, Iznogud e depois Luke Luke, entre tantos outros...

Por outro lado temos também o texto de estilo metafórico e alegorias únicas no estilo inconfundível do Jodorowsky (Chileno) e o texto rico, complexo e erudito do arquiteto e quadrinhista Francois Bourgeon, seja nas séries históricas, seja na ficção científica...É , e olhe que nem citei o arquiteto Druiillet e seu esoterismo..

Sem falar dos níveis de leitura nos roteiros adultos e politizados de Enki Bilal; que podemos revisitar infinitas vezes descobrindo sempre um outro ponto de vista novo e mais maduro.

Ou as auto-biográficas HQs de Buzzelli na Itália, e Crumb nos USA.

Contudo, nos USA também temos Feiffer, o gênio do sarcasmo em charges de um traço caligráfico ágil e leve , com texto de peças de teatro e roteiros de cinema, crítico ácido em seus roteiros incisivos.

Sem falar em JIM STARLIN, cuja obra é o fio condutor de todo universo Marvel no cinema ...verddeiro criador do vilão THANOS e das "jóias do infinito"!

Avaliar com justica e honestidade a relevância obra escrita de Stan Lee deve , obrigatoriamente, levar como parâmetro de qualidade estes outros roteiristas de gibis que citei, entre inúmeros outros roteiristas contemporâneos dele.

Todos estes super herois Marvel como Homem-aranha, Hulk, Namor e Capitão América foram filhos "adotivos" que Stan Lee assinou, mas feitos por outro criador...pesquise Captão américa, Namor e Tocha humana, por exemplo.

Hoje na TV dizem que todos super heróis marvel "saíram da prancheta do grande desenhista Stan Lee"... Mas que eu saiba ele era o editor e apenas escrevia diálogos nos desenhos e roteiros já desenhados dos outros..

E talvez (e este "talvez" digo com a grande possibilidade de estar errado) ele só tenha escrito o "Silver Surfer" e Moebius escreveu sobre isto, na dificuldade de elogiar o Album "PARABOLA" para leitores europeus saiu -se bem dizendo que o modo simplório e simplista do Stan era autêntico, era naif .

Moebius foi elegante ao descrever naqueke album o que poderia muito bem vir a ser o epitáfio definitivo do Excelsior.

STAN LEE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sete Pecados, Sete demonios, Sete virtudes, Sete anjos

Lula e suas feministas "GRELO-DURO"...