Series de TV e filmes de Cinema - velho rabugento e ranzinza reclamando outra vez dos Gibis, TV e Cinema !

Um passatempo barato sempre foi o de ir ao Cinema ver um filminho ou assistir um seriado na Televisão, não exige a concentração de ler um livro !


Percebo que ao "atualizar" ou fazer "REBOOT" ou "Releitura" (nominhos elegantes e descolados para meros golpes de Marketing tipicos das fases de ciclo de vida de cada franquia, tal qual o surrado golpe do heroi morrer e voltar. ou ficar paraplegico e se curar -como Batman e Bargirl, etc) ou ser feito sob agenda específica apenas para agradar algum lobby da modinha que esteja fazendo barulhinho na redes sociais, agremiações virtuais de teens como as gay-feminazi-esquerdopata-etc...

Assim, as produtoras gananciosas descaracterizam tanto cada plot que fica tudo parecendo mais ser um outro personagem completamente diferente, ou de passar-se tudo em um cenário de um universo alternativo!

Evidentemente, tem coisa que é datada mesmo e nisto reside o charme, como o "Sofista Prateado" representava as inquietações pós-Vietnan e Coréia (locais de Guerras dos USA), este "SILVER SURFER" era a represenjtação atávica aquela interrogação hiponga superficial e imatura, também tem no gibi do "Malcon X", digo, dos "X-Men", uma mutante que usava rodinhas na bota e emitia luzes , dançava em DISCOTECA, etc.. Tdo na verdade é datado a circustância de tempo e espaço onde foi concebida e deste entorno tira seu significado, (livro Do texto ao Contexto de Umberto Eco, está ma mão do Flavio Calazans na fotografia acima).

A Netflix adaptou bem "Demolidor" (Daredevil).

Entretanto, resta -me confessar que inclusive eu detestava tanto a História em Quadrinhos quanto àquele seriado "Alias"; mas a série Netflix da "Jessica Jones" é um excelente roteiro e um vilão memorável!

Percebo que series de canais da TV paga ou da Netflix hoje em dia acertam mais que o cinema dos USA .

Exemplificando, no meu entender a HBO também acertou no fenomeno "GAME OF THRONES".

Tanto quanto acertou a StarZ nas series "SPARTACUS" e "BLACK SAILS".

Inclusive e achei bem escritos alguns episódios de "GOTHAN", uma série da rival e concorrente, o canal Warner.

Todavia nada que chegue aos pés de séries da TV BBC da Inglaterra, dirigidas a um publico com OUTRA formação cultural de outra qualiade muito diferente do norte ameriocano médio pré adolescente,

ssistindo a BBC de "SHERLOCK" a "Jonathan Stange and Mrs Nobbles" é triste comparar com qualquer série dos USA, mesmo as da TV paga como as supra citadas da HBO ou StraZ .

Justiça seja feita o Canadá produz séries com conteúdo menos infantilizado e simplório que as series dos USA...gostei da "Continuum" enmtre outras.

Contudo, por outro lado, desabando em sentido inverso e totalmente contrário a este fluxo de Marketing de Segmentação da HBO e Starz, o Cinema dos USA almeja apenas e tão somente satisfazer a censura P13 - ou seja - que o filme agrade a todos preconceitos e dogmas que a mamãe religiosa e suburbana do menininho pré-adolescente deixaria seu bebezinho assistir, o que mamãe pensa qye seu nenezinho pode assistir sem ter pesadelos ou ser influenciado para algo que possa não ser politicamente correto e inócuo em todos os sentidos, e que não seja muito complicado para não cansar a cabeçinho do petiz..

Assim este cinema dos USA, infantilizado e imbecilizado, inofensivo e inócuo, sem questionamentos nem idéias inovadoras, este cinema não é produzido para o consumo de quem não for protestante- Crente -neo-neo-pentescostal e Patriota dos USA, ninguém com mais de doze aninhos de idade mental (segundo entenda a mamãezinha do caipira).

Ao meu ver, somente acerta neste tom limitadíssimo a Marvel, fazendo aquelas piadinhas bobinhas e superficiais em filmes como do "Guardiões da Galaxia" e "Deadpoll", filmecos de verão descartáveis dos quais esquecemos meia hora depois de assistir.

Já a DC tenta ser pretenciosa .

E isto atendendo às mesmas limitações intelectuais de um conteúdo sem questionamentos, sem política nem sexo, só uma leve insinuação de nudez ou sensualidade, mas com uma boa violência -nunca explícita e sem sangue- e uma sobrecarga de cenas de ação continuadas que impeça a platéia de distrair-se - o que faz os teens ligarem imediatamente seis cdelulares e navegarem as redes sociais ou grupos de mensagens com os amiguinhos- afinal o cinema é uma distração, entretenimento, e se ele desviar os olhos da tela um segundinho, o produto não o entreteu e distaíu!

Assim a DC também destroi, descaracteriza e mutila do Batman ao Super-Babaca, a futura franquia "Wonder Woman" já espero ser decepção desde já !

Reinam a falta de conteúdo de um J J Abrams e as pseudo-linguagens de cameras lentas e iluminação escura e errada das cenas mal enquadradas do pretenso diretor Zachary Edward "Zack" Snyder- se vc odiou um filme assista a versão ampliada que vai ter mais 20 minutos para odiar!

Justiça seja feita, a DC acertou este tom debilóde P13 e a agenda Feminazi no seriadinho 'SUPERGIRL", aquilo é o máximo de complexidade de um roteiro que se pode esperar na TV paga do futuro!

Sim, eu Calazans o profetizo hoje, 28 de juljho de 2016: - preparem-se pois breve, muito antes do que imaginam, todos vamos é ter muita saudades da maturidade de um roteiro e a densidade psicologica dos personagens como era na "SUPERGIRL", agrada a Feministas radicais e sinda tem uma pérola -o irlandes fotografo foca adolescente "Jimmy Olsen" representando a quota Afrodescente Teen musculosa (um irlandês afro - foi o primeiro que vi! Bom, no filme Thor o Heindall é um Deus Norueguês afro=descentente!).

A minha espectativa é que piore muito daqui pra frente..

Eu tenho um truque mental para suportar o besteirol.

Sim, eu tento assistir exercitando minha tolerância e imaginando tudo se passar em universos alternativos .

AGUENTA !



Alias a DC já estabeleceu isto, pois no seriado "Flash" explicaram -EM UMA LOUZA desenhando bem didáticamente- que tudo se passa num universo diferente do outro onde existe a Supergirl - veja o episodio CROSS da primeira temporada da kriptoniana loirinha e insegura, ela seria insegura com invulnerabilidade, superforça, podendo voar e com visão de calor?

De doer tudo!

Aprendi também que minha obcessão por Lógica é crime de "Argumentocracia" e somente um velho caucasiano opressor cobra coisas como lógica e coerência dos produtos da Industria Cultural

...Flávio Calazans

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog