Flavio Calazans e Marcel Rodrigues Paes - GIBITECA DE SANTOS

"(...) Marcel estava acima de preconceitos, sua alma não tinha espaço para o veneno do ciúme e da inveja que corrói os corações medíocres dos fracassados. Sua coluna das quartas-feiras era ansiosamente esperada tanto por colecionadores de quadrinhos de nostalgia quanto de material europeu de vanguarda(...) era unanimidade não só em Santos como no Brasil e até exterior, Portugal e Espanha, onde sua crítica de HQ era conhecida (...) Acompanhei Marcel desde os tempos em que ambos estudávamos Comunicação, e torcí por ele assistindo seu mais do que merecido sucesso (...) mas, independente de amizade, Marcel foi um marco nos quadrinhos de Santos, e nesta terra onde santo de casa não faz milagre, é preciso provar que Marcel não jogou pérolas aos porcos, preservar seu trabalho e seu exemplo. E o melhor seria a mais justa homenagem, a Gibiteca da prefeitura que está sendo inaugurada agora deveria, precisaria, por justiça, chamar-se Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes. Caso sejam consultados todos os envolvidos com a 9a Arte em Santos, tenho a certeza que será unânime o apoio a esta sugestão. Flávio Mário de Alcântara Calazans". A Tribuna, Santos, Cartas, 6 de dezembro de 1992, Domingo, p.2.
"Flávio Calazans. O desenhista santista ministra, hoje, na Gibiteca Henfil, em São Paulo, o seminário Técnicas Subliminares nas Histórias em Quadrinhos (...) Calazans é quadrinhista profissional (...) Hoje, na Gibiteca Henfil, ele presta homenagem póstuma ao jornalista de A Tribuna, Marcel Rodrigues Paes, que deverá ter seu nome dado à Gibiteca santista." A Tribuna, Santos, 12 de dezembro de 1992, Sábado, Artes, p.4 .
"O jornalista de A Tribuna, Marcel Rodrigues Paes, recentemente falecido, e os fans de Histórias em Quadrinhos foram os grandes homenageados na inauguração da Gibiteca Municipal , ontem, no Posto de Salvamento 5 (...) A gibiteca terá o nome do jornalista(...)". A Tribuna, Santos, 9 de dezembro de 1992, p.c-2, Artes.
"Santista é jurado na Bienal do Rio- A experiência como fanzineiro, autor de vários trabalhos premiados em todo o país, foi o motivo para que a organização da Bienal convidasse Calazans para jurado." Marcel Rodrigues Paes, A Tribuna, 27 de novembro de 1991, Artes C-5.
" SANTISTA DENUNCIA PLÁGIO EM REVISTA. Flávio Calazans. Ao ler a revista Interquadrinhos, ele deparou-se com uma HQ idêntica à de sua autoria, publicada cinco anos atrás em um fanzine de Aracaju . A história de Calazans intitula-se Lógica Sedução, a da Interquadrinhos se intitula Sedução, com mesmo enredo e número de páginas e diálogos idênticos até nos pontos e vírgulas, É assinada por Paulo Alves, que nem se preocupou em mudar ou suprimir um símbolo criado por Calazans, estampado na roupa do personagem (...) Ele lamenta que o plágio seja quase institucionalizado em algumas editoras, os autores ficam no anonimato e os artistas lesados não se dispõe a tomar medidas jurídicas- o reclamante fica QUEIMADO nas pequenas editoras que são, ainda, o meio de subsistência da maioria dos artistas " Marcel Rodrigues Paes, A Tribuna. 8 de janeiro de 1992,C-=5.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans

"Pátria Armada: Visões de Guerra" tem lançamento com quadrinho de Flavio Calazans