O jornalista engajado é um mentiroso, pai das fake news - Explica Salvador Allende

Salvador Allende: “A objetividade não deveria existir no jornalismo, porque o dever supremo do jornalista de esquerda não é servir a verdade, e sim servir a revolução”. Em discurso no primeiro congresso nacional de jornalistas de esquerda. El Mercúrio, 9 de abril de 1971.
"Creio que os Jornais fazem-se para o ESQUECIMENTO e os Livros são feitos para a MEMÓRIA". -Jorge Luiz Borges.----


"Não deve haver lugar para objetividade no jornalismo. O dever supremo dos jornalistas de esquerda não é servir a verdade, mas a revolução". Salvador Allende

ALLENDE, S. Discurso a la Primera Asamblea de Periodistas de Izquierda. La Nación, Santiago, 10 abr. 1971.

--- "O jornalista escreve para o esquecimento, quando seu sonho seria escrever para a memória e o tempo".-Jorge Luiz Borges.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sete Pecados, Sete demonios, Sete virtudes, Sete anjos

Lula e suas feministas "GRELO-DURO"...