Meditando FLAVIO CALAZANS

Mahavira o buda jaina inspira-nos .
"KAIVALI" que é o estado da iluminação plena onde a vida é Maya.
Kaivali desperto observa a vida, toca a vida igual antes de despertar e até finge ter ego usando os fragmentos que flutuam pela mente, ninguém o percebe como BUDA...
é "HINAYANA" ou canoinha,
vai sozinho pela correnteza, nem rema, segue o fluxo do rio da vida...
um "ARHATAS" que desapareceu no vazio entre duas respirações
(espaco de Mu, o vazio)
ou no vazio de um milésimo de segundo durante o ápice de um orgasmo,
o vazio pleno do momento que temos uma idéia criativa, o extase...
O desapego total até de si mesmo, do corpo (ONDE-espaço) , do pensamento (QUANDO- o tempo), da emoção...
"ARIHANTA" é aquele que matou seu inimigo, o EGO, a MENTE...
MOKSHA a absoluta liberdade, o nirvana sem desejos, vive o GERÚNDIO eterno, o "Presente Permanente" dos alquimistas, o aqui-agora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sete Pecados, Sete demonios, Sete virtudes, Sete anjos

HQ de Mauricio de Souza, sete pecados e HORÁCIO