KALI YUGA e chacras bloqueados

KALI YUGA e chacras bloqueados
As emoções e as doenças. · Acne: Não se aceitar; desamor de si. · Adenoides - Atritos familiares, discussões. · Alergias: Falso ego e sensibilidade. · Alcoolismo - Sentimentos de futilidade, inadequação, culpa e auto-rejeição. · Amigdalite : Emoções reprimidas, criatividade sufocada. · Anemia: Falta de prazer; desinteresse da vida. · Anorexia: Ódio ao extremo de si mesmo. · Apendicite: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom. · Arteriosclerose: Resistência. Recusa em ver o bem. · Artrite: Amargura, ressentimento, crítica, sentimentos de desamor. · Asma: Super sensibilidade; amor sufocado; supressão do choro, sentimentos sufocados. · Bexiga (problemas): Ansiedade; resistência contra novas idéias. · Boca (problemas ): Incapacidade de engolir idéias; fixação de opiniões e mente fechada. · Bronquite: Ambiente familiar “inflamado”, Gritos e discussões. · Bursite: Raiva reprimida, vontade de bater em alguém. · Câimbras: Tensão; segurar-se; oprimir-se. · Câncer: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo. Profundos segredos ou aflições corroendo o Eu; retenção longa dos ressentimentos; ferimentos profundos. · Catarata: Futuro pouco claro; inabilidade de ver a frente. · Ciática: Medo do dinheiro e do futuro. · Cisto: Crescimento falso; fomentação de choques e machucados emocionais. · Coceira: Desejos insatisfeitos, remorso; punição e culpa. · Colesterol: Entupimento dos canais da alegria; medo de aceitar a alegria. · Colite: Pais superexcitados; opressão, menosprezo; necessidade de afeto. · Coração: Problemas emocionais sérios longamente suportados; falta do prazer, rejeição da vida. Crença nas pressões e no esforço. · Corcunda: Raiva atrás de você, ressentimento conservado. · Deslocamento de disco: Indecisão. · Derrame: Resistência. Rejeição a vida. · Diabetes: Profundo sentimento de mágoa; falta de (dar) afeto na vida. · Diarreia: Medo, rejeição, fuga (eliminar de dentro o que está ruim). · Dor: Congestão, bloqueio; crença em barreiras; punição, culpa. · Dor de cabeça: Tensão, revolta, contrariedades emocionais. Sentimentos feridos. · Dor de ouvido: Raiva; não querer ouvir. · Edema: Super sensibilidade, individualidade machucada. Personalidade ferida. · Enjoo de carro: Medo-dependência, sentimento de ser pego em armadilhas. · Enjoo de mar: Medo; medo da morte. · Enxaqueca: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista. · Epilepsia: Rejeição da vida; sensação de perseguição; violência contra si. · Esclerose múltipla: Dureza mental, coração endurecido, vontade de forra; inflexibilidade. · Espinhas: Crença na feiura, culpa, ódio de si. · Estômago (problemas): Incapacidade de assimilar idéias. Medo de novas idéias. · Excesso de peso: Insegurança; auto-rejeição; procura de amor. Medo de perda, sufocar sentimentos. · Fadiga: Resistência, aborrecimento; falta de amor pelo que faz. · Febre: Queimar-se com alguém ou algo; raiva. · Febre do Feno: Congestão emocional; confusão nas crenças; medo do moralismo. · Fibromas: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro. · Frigidez: Medo. Negação do prazer. · Gagueira: Insegurança; falta de auto-expressão. · Garganta: Repressão de raiva; ferimentos emocionais engolidos. · Gastrite: Incerteza profunda. Sensação de condenação, idéias mal digeridas. · Gengiva (problemas): Inabilidade de levar avante as decisões uma vez que elas sejam tomadas. · Glândulas (problemas): Desequilíbrio; falta de ordem; distribuição insuficiente. · Glaucoma: Pressão emocional por sustentar por longo tempo sentimentos feridos. · Gota: Impaciência, raiva, dominação. · Gripe: Respostas a negatividade e crença geral; medo, crença em estatísticas. · Hemorroidas: Medo de prazos determinados. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista. · Hepatite: Raiva, ódio. Resistência a mudanças. O fígado é o local da raiva e emoções primitivas. · Hérnia: Carga, resistência mental, autopunição; raiva; expressões criativas incorretas. · Herpes: Prolongada suspensão nervosa. · Impotência: Pressão sexual, tensão, culpa; crenças sociais; rancor contra um antigo parceiro. · Inchaços (verrugas): Auto-rejeição, medo, falta de amor. · Indigestão: Medo, ansiedade, pavor. · Infecções: Irritação, raiva, chateação. · Insanidade: Escapismo, recolhimento; violenta separação da vida. · Insônia: Tensão, culpa, medo. · Laringite: Medo de verbalizar opiniões; raiva. Ressentimento da autoridade. · Labirintite: Medo de não estar no controle. · Meningite: Tumulto interior. Falta de apoio. · Nervos, nervosismo: Comunicação, luta, pressa; medo, ansiedade. Pensamentos confusos. · Nódulo: Ressentimento, frustração. Ego ferido. · Olhos (problemas): Não gostar do que vê em sua vida. Medo do futuro; não ver a verdade. · Ossos (problemas): Rebelião contra a autoridade. · Paralisia: Medo, escapismo, resistência, choque. · Pele (problemas): Sentir-se ameaçado na individualidade; falta de segurança, impaciência; assadura; maneira de ganhar atenção. · Pernas (problemas): Medo do futuro (as pernas carregam você para frente). · Pés (problemas): Medo do futuro. · Pescoço (problemas): Inflexibilidade, recusa em ver outros lados da questão; teimosia. · Pneumonia: Desespero. Cansaço da vida. · Pressão Alta: Problema emocionalmente duradouro e não resolvido. Manter por longo tempo problemas insolúveis. · Pressão baixa: depressão, mágoa, derrotismo, raiva. · Prisão de Ventre: Recusa de relaxar sobre velhas idéias; mesquinhez. · Pulmões: Medo de receber e dar-se à vida. · Quadris: Medo de ir avante em decisões importantes. · Quistos: Alimentar mágoa. Falsa evolução. · Resfriados: Confusão, desordem, pequenos machucados; família e crenças estereotipadas. · Retenção de líquidos: O que é que você tem medo de perder? · Reumatismo: Falta de amor; ressentimento; amargura crônica; vingança. · Rinite Alérgica: Congestão emocional. Culpa. Crença em perseguição. · Rins: Crítica, desapontamento, fracasso. · Roer unhas: Separação dos pais, pedaço de si que se recalca. · Ronco: Teimosia, apego ao passado. · Sangue (problemas): Falta de alegria; faltas de circulação das idéias; pensamentos estagnados. · Sinusite: Irritação com pessoas próximas. Presença de pessoa que o irritam. · Surdez: O que você não quer escutar? Rejeição, teimosia, isolamento. · Tosse: Nervosismo, amolação, crítica. · Tuberculose: Egoísmo; possessão; crueldade. · Tumor: Crescimento falso; ferimentos e choques emocionais. · Tumor no cérebro: Crenças incorretas computadas; teimosia; recusa em mudar os velhos padrões. · Úlceras: Algo se corrói em você; ansiedade, medo, tensão. Crença em pressões. · Urinar na cama: Medo dos pais (normalmente do pai). · Urticária: Pequenos medos escondidos; exagero de pequenos problemas. · Varizes: Negatividade, resistência; remoer emoções; sustentar um trabalho que você odeia; circulação entravada, atulhada de idéias; desencorajamento. · Vesícula (pedras na): Amargura; pensamentos dolorosos que você não encontra meios de evitar. Fonte: http://karinpsicologa.wordpress.com/2006/10/02/sentimentos-geram-doencas/

Comentários

  1. Os Egípcios já adoravam Khnub(deus cabeça de carneiro) muito antes dos judeus(não hebreus) se entenderem como civilização, muito antes dos sacrifícios de carneiros para Yhwh em nome dos pecados, muito antes de eliphas levi imaginar baphomet segundo o arquétipo de entidades divinas criadas por judeus "Qaballahistas". Todas as civilizações imperiais daquela época que se pudessem considerar grandes em poderio militar conheciam o significado de Khnub, ao menos na região mediterrânea. Khnub é o Melquisedeque bíblico que não tinha descendência mais aparecia em meio ao deserto constantemente, que apareceu para Abraão e lhe revelou o mais profano segredo(a arvore Yggdrasil a Qaballah). Khnub era a entidade para qual os hebreus(legítimos) mandavam o bode no fim do ritual de Yom kipur; Khnub é encarregado de levantar as faltas(pecados) humanos e apresentar perante o tribunal divino, mediante o pagamento destas faltas(pecados) no fim do ritual de Yom Kipur os judeus enviavam um bode ao deserto e o bode era acolhido por Khnub, Khnub que na verdade é tratado biblicamente como azazel, entidade a qual os hebreus diziam enviar o bode.

    ResponderExcluir
  2. O culto iluminista da democracia e da deusa da razão é, na verdade, um culto de origem judaica, que adora Binah – um dos sefirotes da Cabala –, o aspecto da Inteligência de Jeová. A “liberdade” é um ícone do mundo moderno e aparece em muitas pinturas da Revolução Francesa. Convém salientar que o gorro vermelho dos jacobinos – o barrete frígio – simboliza um prepúcio cortado, ressaltando a base judaica dos alicerces da sociedade moderna.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans