Novo filme de Faroeste tem ótimo roteiro e câmera que faz jus a tradição do gênero

No cinema os Faroestes ou Bang Bang são um estilo fora do mercado , contudo com grandes filmes.

Assisti "Amaldicoada" ontem, uma grata surpresa e é um deleite!

Prende a atenção, diverte e comove na medida certa.

Uma personagem feminina muito bem desenvolvida e com uma psicologia complexa em um roteiro construído com habilidosos flash backs no estilo de séries como "Demolidor" da Netflix.

Comparável a "Rápida e mortal:" (the quick and the dead) de Sam Raimi por trazer uma personagem feminina; somente que neste a Dakota Faning tem uma personagem realista verosimilhante com garra e realidade, um clássico no gênero.

Gosto muito de bons filmes e de um bom roteiro com boa câmera.

Tanto que meus preferidos são "três horas para matar" (from noon til three) com Charles Bronson; "A morte não manda recado" ( the ballad of Cable Hogue) de Sam Peckinpah e "Pequeno grande homem" com Dustin Hoffman ( O Peter Mihajlovic me chama de "pequeno" como recordação deste excelente e divertido roteiro em flash back.

"O homem que matou o fascinora" também foi narrado em flash back recordatorios mas em ordem. Já "Amaldiçoada" constrói a personagem em trechos do passado dela fora de ordem o que prende a atenção e desafia.

Tem o bastado snow de Game of Thrones mas num papel pequeno mas crucial e é a cena do massacre com a câmera rente ao chão até chegar no cavalo dele é já um trecho clássico!

Não leia resumos pois estão estragando este filme com spoiler.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans

"Pátria Armada: Visões de Guerra" tem lançamento com quadrinho de Flavio Calazans