Vidente Nipônica

VIDENTE JAPONESA PREDIZ O FUTURO DE FORMA INCOMUM – Uma sacerdotisa japonesa chamada Kaho, que atende em um influente bairro da cidade de Nagoya, abriu uma nova metodologia para a adivinhação: ela prevê o futuro dos homens através do sexo oral. Kaho descobriu seu “dom” em 2001. De lá para cá seus clientes se avolumaram. Somente este ano ela já realizou mais de 1.000 atendimentos.
De acordo com os clientes de Kaho, muitas de suas profecias se tornam realidade. O exemplo mais impressionante é um de seus clientes regulares, que se meteu em uma desagradável situação financeira. Segundo ele, “Kaho entrou em transe após uma sessão de sexo oral, me disse para ir para a pista e colocar o dinheiro em um cavalo”. O homem escutou a previsão e ganhou uma grande quantia em dinheiro , capaz de solucionar sua crise financeira. Outro japonês contou que, no final da sessão, ao chegar em casa confirmou a previsão da vidente, ao saber da decisão de sua namorada, de aceitar seu pedido de casamento. Este tornou-se uma espécie de cliente dependente de Kaho: nos casos em que a situação exige a adoção de decisões importantes, ele sempre recorre aos serviços da vidente. É assim por quase dez anos. E sua mulher não se importa, porque para ela, a sacerdotisa é uma benfeitora. “Meu marido não a procura para satisfazer desejos sexuais, e sim para receber orientações espirituais, importantes para nossa vida”, assevera convicta a uma equipe da Sex-News. Antes que alguém se anime para ir até o Japão para fazer uma consulta, alerto que Kaho só trabalha com clientes antigos. Não aceita neófitos em sua bizarra modalidade de adivinhação. (http://​asaratov.livejournal.com/​1575858.html)

Comentários

  1. Você é tão foda que precisa me mandar inbox no facebook, me dizendo o quanto você é bom, logo eu, uma menina que não criou nenhum ramo da Semiótica. Você é tão foda que nem em um blog pessoal consegue ser lido e comentado. Meu blog de poemas tem mais comentários do que o seu.

    E olha que estamos no Brasil, um país que diz que poesia não vende. Mas isso não me faz melhor do que você, claro. Nem quero competir.

    E só tô fazendo questão de vir aqui perder tempo no seu blog porque você nem me conhece e mandou um inbox com a palavra "velcro". Certamente deve ter me visto elogiando uma menina.

    Você é um homofóbico, provavelmente. De que adiantaram suas "obras" e "conquistas", se sente necessidade de perturbar as pessoas enquanto elas estão quietas?

    Vai procurar um psicólogo. A sociedade agradece.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans